Os Carros Mais Famosos do Cinema - Top 10 da Barbearia Tarantino

Que nós somos apaixonados pela sétima arte todos já sabem. Assim como os filmes, carros antigos e clássicos também estão bem presentes na nossa atmosfera!


Então, se liga na lista que o Victor aqui da Tarantino preparou:


O Interceptor (Mad Max)

Não tem como falar de carros no cinema sem falar de Mad Max, com Mel Gibson e seu Ford Falcon Coupé 1974 chamado “o Interceptor”, carro que virou símbolo da indústria automobilística australiana.


A máquina ficou tão famosa que a trouxeram de volta no reboot de 2015 Mad Max: Fury Road, com George Miller na direção e Tom Hardy estrelando o monossilábico Max. Mas com todo os holofotes para Charlize Theron como Furiosa, quebrando o paradigma de mulher indefesa e mostrando quem é que manda.


Aston Martin DB5 (007 contra Goldfinger)

Que criança nunca quis ter os dispositivos super tecnológicos do espião mais conhecido do mundo? Quem dirá o maior deles, seu Aston Martin DB5 1963, com acessórios não vindos de fábrica, como metralhadoras, escudo a prova de balas, óleo para os despejar na pista e até um assento ejetor.


Sua primeira aparição foi em 1964 no clássico 007 contra Goldfinger, onde Sean Connery é o primeiro a pilotar a máquina, no entanto o carro ficou tão famoso que foi passado de mão em mão para quase todos os agentes até chegar no nosso atual James Bond, Daniel Craig.


Taxi Chevy Bel Air 1957 (Taxi Driver)

Tá falando comigo? Você está falando comigo?


O táxi mais famoso do mundo não poderia ficar de fora dessa lista. Quem não se lembra do mentalmente perturbado Travis Bickle (Robert De Niro) com seu marcante moicano (que você pode fazer na Barbearia Tarantino, não esquece, tá?) dirigindo seu Bel Air 1957 pelas noites atrás de algum cinema adulto?


Ecto 1 (Os Caça-Fantasmas)

Comprado pelo Doutor Ray Stantz (Dan Aykroyd) pelo singelo valor de US$ 4.800,00, a máquina escolhida foi o modelo Cadillac Miller-Meteor Ambulance Fleetwood 1959. É dito pelo mesmo que será necessário somente fazer “pequenos reparos”, como forro, anéis de pistão, suspensão, freios, direção, parte elétrica, silenciador, para-choques e outras pequenas coisinhas.


Sua irreverência na cultura pop é notória até hoje, sendo um dos modelos favoritos dos colecionadores de carros e amantes de cinema. Até mesmo Bill Marrey já assumiu que guarda com carinho uma réplica em sua garagem! E aí, quem você vai chamar?


Gran Torino 1974 (Starsky & Hutch)

Ícone das telinhas da década de 70 até 80, a série Starsky & Hutch (interpretados por David Soul e Paul Michael Glaser) contava a história de dois investigadores não muito ortodoxos rodando os Estados Unidos. No entanto, algo roubava a cena, o belíssimo Ford Gran Torino 1974, que era responsável por grandes fugas e perseguições, com suas cores marcantes vermelho e branco que faziam brilhar os olhos das crianças que tanto o almejavam.


A máquina ainda marcou presença no filme Starsky & Hutch: Justiça em dobro, de 2004, desta vez com Ben Stiller e Owen Wilson os interpretando e com Tod Phillips na direção.

De Lorean DMC-12 (De Volta para o Futuro 1, 2 e 3)

Sou suspeito para falar de De Volta para o Futuro, pois assumo ser uma das minhas trilogias favoritas.


Com certeza, nosso querido De Lorean é um dos carros mais conhecidos do cinema e do mundo, logo, sua vaga nessa lista não é só merecida, mas também necessária.


Sofreu diversas alterações no decorrer dos filmes, desde a troca das rodas para modelos de banda branca dos anos 50, ficar sem pneus para rodar na linha do trem ou até mesmo propulsores hipersônicos para fazer o carro voar. Mas, é claro, sem perder o capacitor de fluxo, que é o que torna possível a viagem no tempo.


Uma curiosidade é que no roteiro original do filme escrito por Robert Zemeckis (que também faz a direção) e Bob Gale, a máquina do tempo seria uma geladeira, mas, graças ao produtor executivo e monstro do cinema Steven Spielberg, essa ideia foi abandonada e a geladeira foi substituída pelo De Lorean por causa do seu design futurista e inovador para a época. Isso acabou salvando a fabricante DMC da falência por mais alguns anos, que fechou suas portas em 1982, o que fez com que todos os modelos originais do carro se tornassem relíquias.

O Fusquinha Herbie (Se meu Fusca Falasse)

Até agora falamos dos filmes e séries em que protagonistas possuem carros que acabaram roubando a cena, mas e quando o carro é praticamente o personagem principal? E para isso tem carro mais famoso e popular do que um fusca?


Foi o que aconteceu no ano de 1968 no clássico Se meu Fusca Falasse, que conta a história do corredor Jim Douglas (Dean Jones), que recém-dispensado da sua escuderia por conta da sua idade, se vê em posse de um fusca que aparentemente tem vida própria, se tornando foco das manchetes de corrida na Califórnia.


Filme esse que virou franquia, com as suas sequências As Novas Aventuras do Fusca (1974), O Fusca Enamorado (1977), A Última Cruzada do Fusca (1980) e até o reboot Herbie – Meu Fusquinha Turbinado (2005) com Lindsey Lohan.


O Fusca foi por décadas o carro mais vendido no mundo e até hoje mantém sua legião de fãs, com todas as customizações e estilos possíveis, sendo o favorito de muitos colecionadores por todo o globo.


General Lee (Os Gatões)

Quem pensa que Vin Diesel em Velozes e Furiosos foi pioneiro na façanha de dirigir um Charger está muito enganado, pois na década de 80 a série Os Gatões já contava a história de Bo e Luke Duke (John Schneider e Tom Wopat), dois primos em liberdade condicional (motivo pelo qual eram armados apenas com arco e flechas), cometendo ilegalidades na zona rural de Geórgia e fugindo do corrupto Chefe Hogg.


Para ajudar em suas incursões no condado de Hazzard, os primos precisariam de um carro, e qual carro seria melhor que um Dodge Charger 69?


Batizado de General Lee (homenageando Robert E. Lee, general da guerra civil americana), o Dojão americano era maravilhoso, tinha portas soldadas, santantônio interno, quebra-mato dianteiro, sem falar no motor V8 big block 426 hemi.


O carro também tinha estampado em seu teto a bandeira dos confederados, que não foi mantida no reboot Os Gatões – Uma Nova Balada, com Johnny Knoxville e Sean William Scott, de 2004, pelo contexto completamente racista de supremacia branca em que ela é usada nos estados sulistas dos Estados Unidos.

Fica também a menção honrosa para a música “General Lee” do mestre Johnny Cash, que por acaso está na nossa playlist lá no Spotify, dá uma olhadinha lá!

E por falar em motor V8...

Chevrolet Nova 1970 (À Prova de Morte)


Enfim, chegamos. Nosso diretor favorito está na lista!


Tarantino mais uma vez prova sua genialidade da forma mais excêntrica possível com À Prova de Morte, que teve seu lançamento em conjunto com Planet Terror (o qual ele mesmo produziu) em um projeto de um filme duplo chamado Grindhouse, homenageando os filmes trash dos anos 80. Posteriormente os dois teriam suas versões estendidas lançadas separadamente com dois meses de intervalo.


StuntMan Mike (Kurt Russel) é um serial killer que corre estradas e bares atrás de mulheres indefesas para cometer seus crimes de uma maneira muito peculiar. Usando seus conhecimentos de dublê, Mike prepara seu Chevrolet Nova 70 de uma maneira com que ele consiga sobreviver a qualquer tipo de impacto, causando acidentes mirabolantes e saindo quase sempre sem nenhum arranhão, até encontrar o grupo de mulheres lideradas por Zoe Bell, que resolve pôr fim a esse seu rastro de sangue da forma que o filme merece, cheio de carros e colisões. Isso só poderia sair da mente de Quentin Tarantino, não é mesmo?

________________________________________________________________________________________

E aí, conhece todos da lista? Qual o seu preferido? Conta aí pra gente qual o carro que faz seus olhos brilharem, aquele que você deseja ter em sua garagem.


Confira também o vídeo completo no nosso canal do youtube: "Os Carros Mais Famosos do Cinema"



0 visualização

© 2015 TARANTINO BARBEARIA E ESTÚDIO DE TATUAGEM LTDA